Quinta-feira, 15 de Fevereiro de 2007

Quando o céu nos sorri!...



 ... nas asas de uma gaivota, vem-nos à memória, nesta altura do ano, o quanto este mundo seria lindo se houvesse Paz, Amor e Harmonia entre os Homens.

  Deixemo-nos disso. Hoje apregoamos a Paz e amanhã andamos à guerra. Hoje apregoamos o Amor e amanhã olhamos a mão que se nos estende com desdém. Hoje apregoamos a Harmonia e amanhã andamos a "cozer" na casaca da vizinha.

  Vivemos num mundo hipócrita. Deseja-se que o céu nos sorria mas não fazemos nada para que assim seja.

  Mata-se, viola-se, escraviza-se. Maltratam-se as crianças que por sua vez, quando adultos, maltratam outras crianças. É a “Alegoria da Caverna” de Platão, fazemos o que nos fizeram. Nada mais vemos para além da caverna.

  Hoje andamos com uma lágrima no olho, por causa dos doentinhos, por causa de quem nada tem e andamos nos Centros Comerciais a atafulhar de brinquedos para crianças que no dia seguinte as colocam de lado pois o que mais têm é fartura de brinquedos, de roupas para oferecer a pessoas que a maior parte, quando as recebem, recebem-na com um sorriso e com um agradecimento mas que nunca mais as vestem ou porque as acham pirosas ou porque não fazem o gosto delas.

  E assim rola o mundo.

  Deixa-te de ter pena hoje de quem precisa, sim tu que me estás a ler, pois amanhã essa pena já passou e vais passar 364 dias a pensar no teu umbigo.

  ... E que tal começar a fazer de Hoje o teu Natal de Sempre? Todos os dias, faz do teu sorriso o teu Céu, não esperes que sejam as gaivotas a fazê-lo por ti.





publicado por marius70 às 19:19
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 12 de Fevereiro de 2007

Não me Arrependo de Nada!



  Há quem leve a vida a arrepender-se pelo que fez ou pelo que não fez durante o seu percurso existencial. Se o fez está feito, não se deve preocupar mais, se não o fez está feito na mesma por isso também não se deve preocupar, sendo assim...

Não te arrependas daquilo que não fizeste, ainda vais a tempo de o fazer!



publicado por marius70 às 19:18
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 9 de Fevereiro de 2007

Coimbra tem mais encanto!...



  Depois de passar pelo Jardim Botânico criado em 1772 no âmbito do Museu de História Natural instituído pelo Marquês de Pombal na Universidade de Coimbra, desço as escadarias da velha Universidade onde a Cabra – o sino da torre da Universidade – marca o passo à passagem das horas. Pelo Jardim florido do Largo da Portagem vou até à ponte de S. Clara debruço-me sobre o Rio Mondego. Olho em direcção do açude para a zona do Choupal.

  O rio, bonançoso, espraia-se pelas margens onde gaivotas vão debicando o que lhes aparece no leito lodoso. Do meu lado esquerdo o Portugal dos Pequenitos, a Quinta das Lágrimas onde, segundo reza a lenda, era aqui que Pedro e Inês se encontravam em segredo. Conta-se que a existência de um pequeno canal, junto à hoje denominada Fonte dos Amores, servia para transportar as cartas dos dois amantes, mais acima o Mosteiro de Santa Clara-A-Velha.

  Do meu lado direito o bulício da cidade. Sigo pelo Parque do Vale das Flores passo o Estádio Cidade de Coimbra e vou até ao Penedo da Saudade. Miradouro da Cidade de Coimbra (de onde antes se via o Mondego e os arvoredos das suas quintas em redor hoje só se vêem prédios), eis o Parque dos Poetas.

  No Retiro dos Poetas, placas com poemas gravados de alguns dos maiores vultos da literatura portuguesa dedicados aos amores e às saudades de quem parte após o curso acabado.


  Olho demorado a cidade. Imagino como devem ter sido as noites coimbrãs, da boémia, dos namoros dos estudantes e das tricanas. De Hilário com a guitarra a cantar poemas de amor, de sonhos desfeitos, de doutores e engenheiros com canudo e não de uma qualquer UnI, dos fados e baladas de Coimbra tocadas e cantadas por Carlos Paredes, José Afonso, Adriano Correia de Oliveira, Luís Goes, Fernando Machado Soares, das Tunas Coimbrãs e penso que se algum dia tive outra vida passei por certo por ser um estudante de Coimbra. Se há fado ou balada que me toca ela é sem dúvida ao som dessas guitarras e vozes para sempre imortais.

Coimbra tem mais encanto
Na hora da despedida…






publicado por marius70 às 18:49
link do post | comentar | favorito
Sábado, 3 de Fevereiro de 2007

Gosto de Ti...



Este tema e imagens pode não ser aconselhável a pessoas muito sensíveis


  Gosto de ti mãe. Sei que fui concebido num momento de devaneio teu mas estou tão feliz mãe. Pareço um girino, com uma cabeça enorme e um corpo pequeno onde pouco a pouco vão surgindo uns bracinhos e umas perninhas.

  Estou a ficar bonito mãe. Gosto de sentir o teu corpo e ser alimentado por ti. Gosto de te ouvir cantar e, quando pões a tua mão na barriga, eu acalmo e adormeço. Sonho com os teus beijos, com o teu peito a amamentar-me, com teu abraço maternal e com os teus olhos minha mãe a olharem para mim, e vou sorrir para ti minha mãe.

  Mãe,... que ferros são estes?! Mãe o que é que me está a acontecer? Mãe ouve este teu filho, o que se passa mãe? Estes ferros magoam-me, mãe não sentes a minha dor? O que é que vais fazer a este teu filho mãe? Mãeeeeeeeee... que culpa tenho eu de ter sido concebido sem amor!!!


P.S. - Tema escrito e colocado aqui em 2005-08-06 17:34:10

Como o tema volta a ser actual aqui fica como demonstração do meu

SIM à VIDA!...

  Sabemos que a votação recai sobre a despenalização da mulher que abortam nas primeiras dez semanas de gravidez.

  Sabemos é que se a lei for aprovada milhares de mulheres irão tentar interromper a gravidez.

  Sabemos que os hospitais não funcionam. Pessoas esperam anos para serem operadas, outras nunca o chegam a ser pois a morte chegou primeiro.

  Sabemos que a política deste governo tem sido o de fechar maternidades obrigando as mulheres a deslocarem km para terem os seus filhos.

  Sabemos que o apoio à mulher é ínfimo no que respeita ao acompanhamento pré-natal, e na preparação da jovem para a vida sexual.

  Sabemos que para que haja uma laqueação das trompas os marido têm que autorizar, mas para uma interrupção voluntária da gravidez por parte das mulheres não. Significa que a mulher querendo pode abortar mesmo sem o consentimento do companheiro.

  Sabemos que estando a saúde como está, os hospitais como estão, com o fluxo que haverá a partir do SIM, a capacidade de resposta hospitalar será nula e lá irão as mulheres ao aborto clandestino colocando mais uma vez em risco a sua saúde e quem pensar o contrário é porque não conhece a realidade portuguesa.

«Acham que a mulher que enganou o marido vai querer fazer aquilo às claras? Ou a menina que não quer que os pais saibam?»
Gentil Martins


  Sabemos também é que se a lei for aprovada a mulher à 10ª semana e um dia será castigada. Então irão mentir e, os fetos já gerados com mais de dez semanas, irão para o caixote de lixo.

  Sabemos que o PS apresentou também um Projecto de Lei que visa a liberalização total do aborto, a pedido da mulher, até às 10 SEMANAS de gravidez e a possibilidade, desde que se aleguem razões de “natureza económica ou social”, o aborto ser efectuado até aos 4 MESES de gestação.

O embrião com 10 semanas

  Fala-se muito que esta lei irá beneficiar as pessoas com poucas posses que atiram os filhos pela pia abaixo ou os abandonam às portas de instituições. Quem pensar que com esta lei isso vai acabar está muito enganado. As leis não são feitas para quem não tem dinheiro ou seja para o povo, as leis são feitas para quem pode pagar a uma clínica privada para fazerem os abortos, o povo, esse, continuará a “chafurdar” nas filas infindáveis para as consultas, a morrerem por falta de assistência médica ou a morrerem a trinta metros da praia.

  A Igreja Católica Apostólica Romana é contra o aborto. A Igreja é contra tudo no que diz respeito às mulheres. Esqueceu-se das milhares de pessoas, filhos do Deus que apregoam de bondade e amor, que morreram trespassados pelas espadas, na fogueira e das torturas da “Santa Inquisição”. A Igreja quando fala em excomungar as católicas imediatamente após o aborto muito teria que excomungar pois num país “católico” como o nosso, onde mais de 24% das portuguesas já praticaram o aborto muito o Inferno teria que ser alargado para caberem todas lá.

  A Igreja não tem moralidade para dizer isto, a única moralidade que existe é a nossa CONSCIÊNCIA. Com tantos fármacos que existem para evitar a gravidez, com tanto conhecimento que hoje existe a nível sexual, a prevenção é a melhor forma de evitar uma gravidez indesejada...

 ... E já agora?!... Em que cadeia estão as mulheres que abortaram e foram condenadas pelos tribunais?!




publicado por marius70 às 18:34
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Janeiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Eu, escriba!

Morreu o "canastrão"

Mudança de hora

Madonna

A "mãe" natureza

arquivos

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Março 2016

Fevereiro 2014

Novembro 2013

Agosto 2013

Outubro 2012

Julho 2011

Maio 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Janeiro 2009

Outubro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

tags

todas as tags

links

SAPO Blogs

subscrever feeds