Segunda-feira, 12 de Outubro de 2009

Andorinha Preta



Uma das músicas por mim trauteadas desde miúdo era: «Eu tinha uma andorinha que me fugiu da gaiola»... Sabia que era cantada por Nat King Cole e por um conjunto brasileiro mas não sabia qual.

Um dia destes veio-me de novo à lembrança esta música e de novo lá estava eu com a andorinha que me fugiu da gaiola. Então não descansei enquanto não conseguisse essa música e qual o conjunto brasileiro que o acompanhava.

Pois bem, quem porfia sempre alcança e lá consegui tanto a música como a letra e o que o conjunto era um Trio, o Trio Irakitan.

Nat tudo fez para cantar a «Andorinha Preta» em português com a pronúncia correcta mas como não o conseguiu, o Trio cantava a andorinha em português e o Nat em versão inglesa.

Nat King Cole fumava três maços de cigarro por dia. Pensava ele que era o cigarro que lhe dava aquela voz aveludada. Morre aos 46 anos com cancro, mas enquanto houver andorinhas haverá a voz imortal de Nat cantando:

Fly my Brazilian love bird
Fly to the one I love
Please won't you tell her that I'm the one who cares
Please bring to me her answer


Agora eu:

Eu tinha uma andorinha que me fugiu da gaiola
Eu tinha uma andorinha que me fugiu da gaiola...



publicado por marius70 às 06:47
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Anabela a 15 de Outubro de 2009 às 13:25
Que ternura :)

Fica aqui (http://www.youtube.com/watch?v=TnfKmNRfLYU) esta para si como agradecimento à "Andorinha preta" que eu não conhecia e que gostei de ouvir

Obrigada


De Laura a 15 de Outubro de 2009 às 20:28
Bom, eu nem sabia que se punham andorinhas na gaiola, nunca vi tal... Mas se a canção o diz. Soa muito bem, nem sabia que ele tinha morrido tão novo e que fumava assim.
Um beijinho da garota


De Jorge P.G a 12 de Novembro de 2009 às 08:46
O grande e mavioso Nat King Cole, assim revisitado, é demais para um nostálgico da música dos 50s/60s.

Obrigado, companheiro.

Um grande e duplo abraço.


De Agulheta a 22 de Novembro de 2009 às 17:14
Marius!
Só posso dizer lindo amigo o texto.Andorinhas todos nós vimos em cada despertar da primavera,e todos nós enquanto pequenos adoramos elas e vê-las nos beirais,esta voz magnifica e que sempre adorei ouvir e troutear as músicas.
Abraço e fica bem,agora já adicionei este blog,tinha perdido o linck.

Lisa


De Armindo Ferreira a 6 de Dezembro de 2009 às 16:44
Sim esta andorinha ainda é do meu tempo.Vi e ouvi muitas andorinhas quando era miudo e morava numa terra muito perto do Porto só que essas não fugiamn da gaiola porque eram livres como os passarinhos.
Um abraço


De Anabela a 13 de Abril de 2010 às 21:15
:)


Comentar post

mais sobre mim

pesquisar

 

Janeiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Eu, escriba!

Morreu o "canastrão"

Mudança de hora

Madonna

A "mãe" natureza

arquivos

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Março 2016

Fevereiro 2014

Novembro 2013

Agosto 2013

Outubro 2012

Julho 2011

Maio 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Janeiro 2009

Outubro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

tags

todas as tags

links

SAPO Blogs

subscrever feeds