Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2011

Anos 70 e 80 - Décadas Perdidas

Depois dos sucessos dos anos 60, houve o período revolucionário, onde surge a Canção de Intervenção e os seus “cantautores” que cantavam não só letras dos próprios como de grandes poetas; José Carlos Ary dos Santos, Manuel Alegre, Sophia de Melo Breyner, Fernando Assis Pacheco entre outros.

No entanto o mundo não parava e, assim, depois do período revolucionário, entra-se numa outra década de grande espírito criativo, os Anos 80. Esta década foi fértil em novas aventuras, séries de grande qualidade e músicas que ainda hoje permanecem no imaginário de muitos de nós.

No vestuário, lembro-me das grandes ombreiras (hoje rio-me disso mas na época era assim), os cabelos coloridos, muitos berloques nos braços e cores extravagantes, lacinho de tule no cabelo. Os homens lá tinham o seu sapatinho de bico fino, pontapé em bola era furo de certeza. Os “All Star” estavam na moda e calças com listinhas era muito prá "frentex".

No cinema como esquecer o «E.T.» de Steven Spielberg. Um extaterrestre com a cabeça que parecia uma batata mirrada, foi um dos maiores sucessos da história do cinema. Na televisão surgia MacGyver, um super-engenhocas, «Verão Azul» (série espanhola),


«Duarte e Companhia», a «Rua Sésamo» e o «Sítio do Pica-Pau Amarelo» (Emília, Narizinho, Pedrinho, Dona Benta, Tia Nastácia, Tio Barnabé, Cuca, Saci) que fizeram as delícias da garotada, Alf, Herman no «O Tal Canal» ("Com rebuçados Vilaça, a tosse logo passa!"), «Modelo e Detective», «Miami Vice»...

Séries que não perdia, quando não podia ver em directo deixava a gravar, eram «Shogun» com Richard Chamberlain no papel de um piloto de um navio inglês (Major John Blackthorne) e a série «Norte e Sul» que contava a história de dois amigos, um do Norte e outro do Sul, que tentam manter a sua amizade apesar da guerra civil, George Hazard era interpretado por James Read e Orry Man, por Patrick Sawayze. Que maravilha de séries.

Ah, e havia o «Dallas» com o "terrível" J.R. (Larry Hagman) a fazer das suas, Bobby (Patrick Duffy), Pamela (Victoria Principal) e mais nomes de gabarito. Tanto os guionistas esticaram a corda que depois foi um fim imerecido para uma série que nunca mais acabava.


Surge em força o «Cubo de Rubik», que fez a cabeça à roda de tanto pessoal que até chegava ao ponto de tirar as peças para colocar no sítio certo pois não conseguia resolver o problema de outra forma. E como se não bastasse, até em porta-chaves lá vinha o famoso cubo só pra chatear.


Na música, depois das Baladas e Trovas do Vento que Passa, o país entrou na "normalidade" (hoje até parece que não houve Abril, o país está à deriva, fracassado e paupérrimo devido a quem Abril as portas abriu. Voltámos ao Futebol, Fátima e se não há Fado, há telenovelas de gosto duvidoso, a encherem horas de programação. O povo que em Abril de 74 agitou o cravo, hoje fica quieto na pasmaceira da vida, com os olhos vidrados na menina que só não casa com o cavalo porque isso ainda não é permitido), surge uma "loira" que juntamente com um negro que ficou sendo o negro mais branco da história, revitaliza a época com grandes êxitos. Madonna e Michael Jackson (o seu album Triller foi o mais vendido de todos os tempos). Os U2, Cindy Lauper, A-hA, Prince, Depeche Mode, Culture Club, Guns N' Roses, Def Leppard, Dire Straits, Supertramp, The Smiths, Duran Duran são outros que muito sucesso fizeram.


publicado por marius70 às 03:50
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Hugo Sacramento a 20 de Janeiro de 2011 às 07:06
Sem dúvida os grandes anos 80!!! Iniciei essa década com 5 anos e termineia-a com 15 (não é preciso fazer as contas :))) e foi de facto notável em todos os campos.
Para além das míticas séries televisivas importadas já referidas saliento ainda a Dinastia (Joan Collins) e o Falcon Crest (Lorenzo Lamas), tivemos a nível nacional grandes sucessos como o 1,2,3 (Bota Botilde), a 1ª novela portuguesa de seu nome Vila Faia, o Sabadabadu com Ivone Silva e Camilo de Oliveira...
Desportivamente tivemos o FC Porto Campeão Europeu (1986/87), o Benfica como vice-campeão europeu (1987/88 e 1989/90), a selecção em Campeonatos da Europa (1984, brilhante) e Mundo (1986, vergonhoso)...
No mundo cinematográfico os êxitos somava-se uns atrás de outros com filmes como Mad Max, Exterminador Implacável, Rambo, Rocky, Gelado de Limão... são vários e a listagem enorme... mas há um particularmente que não poderia deixar de mencionar (já o fiz em sede de Facebook) e que está hoje em cartaz na sua sequela: TRON!!! Estreia absoluta em 1982 (não havia internet e a tecnologia de ponta eram faxes e pagers), vi-o no cinema Royal na Rua da Graça (hoje transformado em Pingo Doce)
Ao escrever surgem tantos e tantos nomes de músicas, séries, filmes, situações que marcaram essa década que ficaria durante largos tempos a enumerar tudo...
Mas deixemos espaço para outros comentários, quiçá complementares,de quem record com um sorriso nos lábios.
Grande abraço e parabéns pela iniciativa


Comentar post

mais sobre mim

pesquisar

 

Janeiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Eu, escriba!

Morreu o "canastrão"

Mudança de hora

Madonna

A "mãe" natureza

arquivos

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Março 2016

Fevereiro 2014

Novembro 2013

Agosto 2013

Outubro 2012

Julho 2011

Maio 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Janeiro 2009

Outubro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

tags

todas as tags

links

SAPO Blogs

subscrever feeds