6 comentários:
De Laura a 19 de Janeiro de 2010 às 12:01
Oh, sim, sim, meu amigo, deixemos que a música se sobreponha a toda a mesquinhez, a tudo quanto é mau, e nos mostre mais generosos com todos!...Difícil tarefa, não, enquanto o homem teimar em querer ser ele a governar! E não entenderem que há uma Lei que já vem do Alto, e apenas pede, respeito, paz, amor...
Um abraço apertadinho, da garota..


De Anónimo a 24 de Janeiro de 2010 às 11:57
Olá Marius:

Encontrei por acaso o blogue do seu Irmão li e reli, pois fez-me viajar para Luanda daquele tempo. As referencias a marius70 despertou-me a curiosidade, e aqui estou, maravilhada com o que li.
Vou continuar pois hoje fiquei por kitares.

Parabéns, mtas felicidades, e bom ano de 2010.

Fernanda Dias


De Rosa Lychnos a 25 de Janeiro de 2010 às 21:23
Márius!!

Obrigada pelo excelente post e pela escolha desta musica de Stamatis Spanoudakis!!

Tanta verdade contém este teu texto, vivemos num mundo atribulado onde o consumo é que manda, o respeito e a solidariedade deixaram de fazer parte das regras de conduta, a não ser os bafejados por esse dom.

Mas como diz uma amiga que já aqui deixou um comentário, vamos ouvir kithares que nos trás o som da Grécia Antiga!!

Beijinhos e obrigada

Nicha


De mary90 a 15 de Fevereiro de 2010 às 23:23
Olá Marius.
A música do vídeo da nossa amiga Nicha é maravilhosa!
Sobre o tema tenho a dizer que penso da mesma forma, são poucos os pais que actualmente podem dizer que têm filhos, amigos educados, responsáveis e educados....
Alguns pais dão grandes mesadas, carros, carregam os telemóveis, dão tudo o que eles querem (por vezes tirando a eles próprios)e, em troca recebem más palavras e desprezo, só chegam perto e mansos quando é para pedir.
Mal dos pais que na velhice precisem dos filhos!
Mas o melhor é ouvir esta bela música.
Um beijo


De Anónimo a 27 de Fevereiro de 2010 às 12:59
Mário,é a primeira vez que comento,fui para Angola com 11 anos, saí de vez em1999,fiz recruta em 64 no BTR361, em Luanda,fui para Portugal, mas desde 2007 vivo Salvador Brasil.Quero agradecer pelo que fazes, e acompanho sempre.Um abraço.Até breve


De Laura a 19 de Março de 2010 às 09:33
Realmente temos filhos e filhos, eu não me queixo nada de nada... mas, estamos numa evolução de mediocridade e onde os jovens cada vez se atolam mais, tipo, enterram a cabeça na areia e deixam andar. veremos o amanhã se o hoje se afigura tão dificil de ideias, de empregos e de vivências.
Aquele abraço, hoje é o teu dia..Sê feliz sem esquecer o mais pequenito..
garota


Comentar post