Sexta-feira, 23 de Setembro de 2005

Os deuses e o Homem!...

Deus e o Universo são a mesma substância
(princípio panteísta).


 Outra lenda, esta das Honduras:

 Conta a lenda que outrora chegou a este país, vinda do céu, uma mulher jovem de pele branca, de beleza indizível.
Aterrou na cidade de Cealcoquin, onde mandou construir um palácio ornamentado com estranhas figuras de homens e animais.
 No templo foi depositada uma pedra verde, que apresentava em três faces desenhos tão misteriosos como os gravados nas muralhas do palácio.
 Era uma pedra mágica e um verdadeiro talismã que dava ao reino da deusa branca o poder de vencer todos os inimigos.
 Um dia sentindo que a sua beleza se desvanecia, a deusa branca partilhou o Estado entre os filhos e mandou transportar a sua cama voadora para o terraço mais alto do palácio,
 Cedo desapareceu no céu, sob a forma dum belíssimo pássaro.


 No Peru, na Bolívia, na Colômbia, e no antigo reino dos Incas, encontram-se vestígios evidentes de máquinas espaciais, em particular no friso da Puerta del Sol, em Tiahuanaco (como referi no texto sobre Orejona). Na Índia, os deuses deslocavam-se em vimanas, máquinas voadoras movidas pelo rasa (mercúrio) e o Ramayana conta que o herói Kubera viajava habitualmente num carro voador.
Em todas as culturas, em todos os povos há referências a deuses vindos do céu. São coincidências a mais.

 E o que dizem os gregos sobre o aparecimento do Homem?

 Na tradição mais antiga não se fala da criação do homem por um deus, ele surge fruto dado à luz pela mãe Terra em igualdade com os deuses, depois de Zeus ter tomado o poder definitivamente. Habitaram a planície de Mécon, viviam em paz, eternamente jovens, não trabalhavam (isso é que era uma óptima ideia), não conheciam a doença e a morte. Enfim, o homem era divino, só que (há sempre um que nestas histórias) o homem lá pensou que era mais divino que os deuses e entrou em competição. Quem se mete com os deuses tem que pagar e lá se foi o paraíso.

 Como esta lenda era pouco crível, lá se arranjou uma outra versão. Segundo a tradição órfica, os homens teriam nascido das cinzas dos Titãs, fulminados por Zeus por este terem devorado o pequeno Dionísio. O homem nascido das cinzas dos Titãs adquire uma natureza dupla: a divina que lhes vem de Dionísio e a bestial que lhes vem dos Titãs. Refere-se aqui que bestial é de besta e não um elogio. ;)

 Mas as lendas não acabam aqui e entra em jogo Prometeu, esse sim considerado o criador do homem. Prometeu moldou o homem como uma estátua com água e argila. Atena deu-lhe o sopro da vida colocando sobre a estátua uma borboleta, a psique, que significa a alma. Zeus decidiu que os homens fossem separados dos deuses e devido a um logro com que Prometeu presenteou Zeus, beneficiando os homens, foi-lhes retirado o fogo, mas Prometeu prometeu aos homens o fogo e, se prometeu teve que cumprir, roubou o fogo a Zeus. Pagou cara a ousadia. Foi acorrentado a uma rocha do Cáucaso, uma águia (animal consagrado a Zeus) todos os dias comia-lhe o fígado de dia e este voltava a crescer-lhe à noite e no dia seguinte lá ia fígado de novo num suplício sem fim.

 Falei do homem mas não falei da mulher e aqui as mulheres que me lêem que me desculpem mas os deuses não eram lá muito vossos amigos. Não é que Zeus não satisfeito pelo castigo que aplicou a Prometeu, e pelo facto do homem ter voltado a adquirir o fogo, criou um mal sob a aparência enganadora de um bem: a mulher?!

 Zeus para os infernos... já!

 Hefesto, moldou a bela figura feminina com argila, Hermes deu-lhe a voz e as palavras mentirosas, Atena vestiu-lhe esplêndidas vestes e deu-lhe um diadema, Afrodite deu-lhe o fascínio sedutor.

Pandora foi a primeira mulher e o que aconteceu a Pandora? Pois é, levava consigo um vaso que os deuses lhe tinham dado e estava proibida de o abrir, mas ai as mulheres tão curiosas que são! Pandora destapou o vaso e de lá saíram todos os males, a doença, a morte e o sofrimento.


 Ai mulher, mulher, por tua causa é que o paraíso se foi, mas mais vale um inferno com vocês que uma vida inteira de paraíso sem mulher!

P.S. A imagem que está em cima representa outra lenda, esta contada por Darwin.

... Como o macaco gosta de banana eu gosto de ti!...



publicado por marius70 às 17:51
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Janeiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Eu, escriba!

Morreu o "canastrão"

Mudança de hora

Madonna

A "mãe" natureza

arquivos

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Março 2016

Fevereiro 2014

Novembro 2013

Agosto 2013

Outubro 2012

Julho 2011

Maio 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Janeiro 2009

Outubro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

tags

todas as tags

links

SAPO Blogs

subscrever feeds